Real Noroeste, sufoca no primeiro tempo, cede o empate e vence com um gol mágico.

Sexta feira a noite dia de futebol, o estádio é o Klebão, o adversário os merengues. Só que, o treinador deve ter dado uma palestra em uma língua diferente. Pois, ” só entraram em campo Walter, Rael e o lateral esquerdo Pedro Henrique pelo time do Serra.” O resto foi só figurante tamanho foi o baile de sexta que o Real deu no time na primeira parte de jogo.

Vi um zagueiro Marquinhos que, por sinal é parceiro jogar tão mal, que, “se fosse eu o treinador teria tirada ele com 10 minutos de jogo.” Não sei o que ele tinha naquele momento, pois o zagueiro é um dos que mais jogam com vontade e tem a garra como seu ponto forte na equipe. Acabou premiado com um cartão vermelho bem aplicado ainda no primeiro tempo.

REAL NOROESTES.

Era o ponto de interrogação deste campeonato, nada se sabia da equipe! Não só por a falta de comunicação, mais também pela distância de onde a equipe é. Entre nós da imprensa, a curiosidade era tamanha. Mais foi uma grata surpresa, o time mostrou um conjunto bem entrosado, bem preparado fisicamente, jogadores jovens e determinados. É cedo para falar se vai há algum lugar dentro da competição, é, mais deixou boa impressão! nota 8,5 para os merengues.

SERRA.

O time do treinador Cleiton Marcelino não agradou ao seus torcedores, acho que não agradou a ninguém para ser sincero. Preocupante sim, pois estamos a pouco tempo da partida mais importante da equipe na Copa Do Brasil e o time deu mostras que não entendeu a filosofia do treinador. Fez um segundo tempo bem diferente do primeiro é verdade. Com muita garra e superação conseguiu o empate e foi derrotado por uma bola marota. Eu, esperava bem mais para uma equipe que aponto como uma das favoritas ao título do estadual. Mais pelo o que apresentou na noite de sexta, nota 5,5.

GOLS. Os da equipe do Serra foram de; Rael e Diego Noronha. As dos merengues foram de; Leandro Teixeira, Felipe Linhares e Yuri.

ARBITRAGEM.

Mais um arbitragem muito boa neste início de capixabão, o trio de campo comandado por Dyorgines Padovani fez por merecer nota 8,5.

PAZ NO ESPORTE & TAMBÉM NAS COMUNIDADES!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.