IMG_2365

7 GOLS, SERRA CAMPEÃO CAPIXABA 2018.

Você não foi ao estádio Kleber Andrade, não viu pela tv, sinto muito por você! Vai ter que ficar ouvindo os outros comentando, ou então lendo um pedaço de reportagem aqui outro ali. Há muito tempo não se via uma final no futebol capixaba com tantas emoções! Foi a melhor partida sem dúvida nenhuma dos últimos anos do nosso campeonato.

Emoção, emoção e emoções sim! Que final foi aquela? foi jogado e muito disputado, sem violência dentro das quatro linhas, com jogadores querendo apenas o título. Jogadas lindas só poderia da em belos gols. Tirando a cobrança de penalidade, os outros seis gols são para vê e rever, cada um com toque de classe. Histórias vão ser contadas sobre essa partida por muito tempo. Até quem saiu derrotado no jogo, vai  ter ótimos contos para dizer para seus filhos e esposas, pais, tios vizinho e por ai vai.

IMG_2130

Nós que estávamos presentes, fomos agraciados com uma bela partida de futebol, com alto nível técnico das equipes. Quero mais, muito mais deste futebol capixaba! Com as emoções ainda em a florar da pele, vamos aos melhores momento deste jogão.

IMG_2166

O tricolor serrano surpreendeu os merengues logo no primeiro minuto de jogo, Darlan inaugurou o marcador com uma pintura, e assim ampliando a vantagem serrana. Alguns pensaram, já era. Que nada! Madison mandou um recado para geral, o bicho vai pegar. O meia mandou uma bola venenosa por cobertura e Walter fez uma linda defesa. Na sobra o lateral Ferrugem fez um belo cruzamento e achou Warley para fazer o gol de empate aos 21 minutos do primeiro tempo.

Quatro minutos depois, foi a vez de Madison receber  de Wesley e de cara com Walter faz o seu, desta vez não deu para o goleiro serrano, Real vira e sua pequena torcida começa acreditar que dá. Pois, ainda estávamos nos vinte e cinco minutos do primeiro tempo. Com o gol da virada o time do Serra sente a pressão e cai bastante de produção. E só foi levar perigo de verdade aos trinta e seis minutos em uma bola divida com o goleiro Douglas e Thiaguinho. O primeiro tempo ficou assim, Serra 1×2 Real.

IMG_2322

Na volta para o segundo tempo o Técnico Vevé dos merengues fez duas alterações, entraram Paulo Roberto e Bidick. A intenção do treinador era da mais velocidade para sua equipe, só que, com a saída de Makeka da lateral esquerda, ele teve que deslocar o melhor jogador da partida até aquele momento para lateral, Sidnei, o meia tinha ganho a arbitragem, comandava seu time, e de quebra estava deixando os jogadores do Serra pilhados. Com sua saída do meio campo, o tricolor serrano começou a dar as cartas.

 E como era de se esperar, com mais volume de jogo veio o empate. Thiaguinho, em mais uma pintura no Kleber Andrade, ele recebe uma bola dentro da meia lua da grande área, pega de primeira, e faz um golaço, um novo empate no jogo aos 11 minutos do segundo tempo. Como gol sofrido, o Real a corda na partida, e acaba sendo presenteado por Espinho, o zagueiro faz um pênalti daqueles infantis, uma bola que já iria sair, e já não estava mais no controle do Bidick. Igor Santos cobrou e coloca mais uma vez os merengues na frente, Serra 2×3 Real com 23 minutos do segundo tempo.

IMG_2402x

Mais adrenalina, o jogo foi caminhando e mais um golzinho do Real, e a mão na taça passaria pro lado de Águia Branca. Aos trinta minutos veio a alteração no Serra que fez a galera explodir, era o cara, ele mesmo, Emílio. O meia veio no sacrifício, já que ainda não havia se curado totalmente das contusões que o afastou dos últimos jogos. E foi dos pés dele que saiu o cruzamento que achou o Rael, passeando na zaga merengue, sozinho o atacante cabeceou e decretou outro empate na partida. E com gestos de acabou, acabou, ele foi comemorar junto a galera aos 41 minutos da segunda etapa.

IMG_2414

Mais Igor Santos queria mais, e também fez sua obra de arte no Klebão, em um chute lindo e venceu Walter com aos 43 minutos, faltando dois para acabar o tempo normal.  Foi uma bola a onde a coruja gosta de se exibir, no placar agora escrito Serra 3×4 Real Noroeste. Imagina a reação de todos, êxtase total, a torcida serrana querendo soltar o grito de é campeão, a torcida merengue na expectativa de mais um gol, ufa. O árbitro pede mais cinco minutos de acréscimos, então vamos à 50 minutos, o Serra se defendeu e finalmente soltou o grito de é campeão. Com a conquista o Serra levou em premiação 55 mil reais em dinheiro.

ESCALAÇÕES:

SERRA: Titulares: Walter, Ivan e Marquinhos; Espinho, Deco e Vandinho; Darlan,  Joelson e Thiaguinho; Diego Alves e Rael.

Reservas: Patrick; Gilmar Baiano,  Gabriel e Emílio; João Vitor, Charles e Índio; Igor,  Hebert e Pepeta. Técnico, Charles de Almeida

REAL NOROESTE: Titulares: Douglas, Ferrugem e Jean; Diego, Monar e Makeka; Ivan, Igor Santos e Sidnei, Wanderson e Madison; Warley.

Reservas: Robert, Frank e Paulo Roberto; Matheus Bidick, Ítalo e Patrick; Léo, Lucas e Igor Silva; Tiago e Guaxi. Técnico: Vevé

E segue avida, Pc Esportes.

PAZ NO ESPORTE & NAS COMUNIDADES!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.