IMG_7008

CASTELO e RIO BRANCO FICAM NO EMPATE em JOGO COM QUATRO CARTÕES VERMELHOS.

As duas equipes se enfrentaram na primeira partida em que no próximo sábado ficaremos sabendo quem vai primeira, ou quem ficará para tentar a sorte com não participação do Santão. Foi um jogo quente em todos os sentidos. Temperatura de um sol escaldante típico da região, jogadores ligados o tempo todo, e arbitragem nervosa.

O time da casa começou dando as cartas como era de se esperar, o capa preta não se intimidou e logo equilibrou as ações. Mais a equipe castelense aumentou o volume de jogo e comandava as melhores jogadas. A equipe do Brancão não queria e deixou barato e também intensificou suas ações, resultado um bom jogo para se acompanhar.

Já o Rio Branco usava o toque de bola como sua arma principal, o Castelo sua velocidade era a resposta para cima do adversário em busca do gol. Com tamanho empenho das duas equipes, uma falha seria mortal. Essa falha veio a favor do capa preta, em uma bola que veio de uma cobrança de escanteio, Darlan sozinho cabeceou e fez o gol do brancão quando era jogados 13 minutos de partida.

IMG_7180

Primeiro tempo ficou assim mesmo, Castelo 0x1 Rio Branco. O segundo tempo começou com os castelense em cima, isso durou até o empate no placar. Em um bate rebate a bola vai para as mãos do goleiro Walter, o árbitro entende que foi recuo a bola para o goleiro rio-branquense. Falta dentro a área em tiro indireto, ou seja dois lances.

Na cobrança o atacante Iedo meteu o bico em na direção do goleiro Walter que na poderia fazer tamanha a velocidade e força que a bola veio em sua direção. Agora no placar Castelo 1×1 Rio Branco. O jogo ganhou mais emoção, o capa preta que estava meio adormecido, despertou para a partida novamente logo após o gol sofrido. Rael fazia sua melhor apresentação desde que chegou ao time. Do lado castelense a entrada de Pedro Camilo deu gás e o jogo ganhou emoção.

IMG_7157

Só o que estava bom, ficou feio, com quatro jogadores excluídos da parida aos 54 minutos, o árbitro da partida tirou todo o brilho de um bom jogo que acontecia no gramado do Emilio Nemer. Vamos aos fatos; foi assinalado 4 minutos de acréscimos, o que levaria a partida para um tempo de 49 minutos. Só que, aos 52 o Rio Branco fazia mais uma mexida em seu elenco, entrava Falcão no Lugar de Andinho. E aos 53 um confusão gerado entre um choque do meia Paulinho do Castelo e Dedé do Rio Branco. Confusão armada e o resultado disso foi quatro fora da final, três titulares absolutos, e um suplente.

O maior prejudicados foram os jogadores é verdade. Quem saiu mais no prejuízo em termos de elenco foi o Rio Branco, perdeu o talento frio de Darlan, e o rápido talento de Dedé. Já o Castelo perdeu o seu capitão, o cara que acelera ou freia o jogo como ele bem sabe fazer quando é de interesse, Paulinho fará muita falto aos castelense.

Sábado as duas equipes voltam a se enfrentar no Klebão, para o time capa preta, o empate é suficiente, para o Castelo só a vitória por qualquer placar classifica o time.

E segue a vida, Pc Esportes.

PAZ NO ESPORTES & NAS COMUNIDADES.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *