1

FUTEBOL AMADOR “ORGANIZADO” DE VILA VELHA TEM CURA?

Quando achamos que as coisas iriam começar a entrar nos eixos com a criação da Associação de Clubes Amadores de Vila Velha, a  chamada ACAFVV. Uma ideia muito boa vindo do parlamenta que mais liberou verba estadual para o esporte capixaba nos últimos anos. Com uma ideia inovadora ele tenta da uma nova cara ao esporte canela verde, estamos falando do Deputado Estadual Nunes.

Só uma breve observação sobre o deputado Nunes na questão do esporte. ” Eu, PC ESPORTES, considero o politico do esporte capixaba, suas ações em emendas para todos os setores do esporte tem sido de fundamental importância na sobrevivência dos mesmos”. Venho mantenho me informado e monitorando todos os parlamentares tanto estadual quanto federal sobre verba para o esportes, e sei quem liberou ou não verba para o esporte capixaba.

Mais vamos aqui o que interessa. Vila Velha não vive um bom momento quando se trata de Futebol em grupo. LIVID, A Liga de Desportos Vilavelhense é um exemplo claro de que as coisas não funcionam direito. Tem excelentes clubes filiados, tradicionais, e que atualmente tem uma das piores competições municipais.

A luz no fim do túnel foi quando surgiu a criação da ACAFVV, foi o assunto do momento, primeiro ano sem mandatário, as coisas funcionaram perfeitamente, a COPA NUNES foi um show! Ai, criarão os CARGOS, começou as lambanças. As coisas começaram mal para atual administração deste grupo. Tudo por tentar eliminar uma equipe associada da competição, e o pior, ameaçar a mesma de exclusão da associação de clubes.

A equipe em questão é o time do Maritaca do bairro Ilha das Flores, um time que tem toda uma comunidade que o acompanha por onde a equipe for. Tudo isso começou por um lance de expulsão de um atleta, o árbitro da partida alegou que o mesmo o agrediu. Na Sumula, o cidadão alega que foi agredido por um atleta da equipe do Maritaca.

WhatsApp Image 2017-11-21 at 16.38.18

 

O artigo 09 do regulamento, cita que, em caso de agressão ao árbitro por parte de atleta ou dirigentes, a equipe esta eliminada.  Sé houve a tal da agressão, qual o motivo para se prosseguir com a partida se o Maritaca já estava eliminado? Observação: Esse artigo tem que ser revisto, pois só trata de agressão ao árbitro. Então quer dizer que pode sentar o cassete nos assistentes que está liberado?

 

O artigo 10 da competição que trata da segurança, é bem claro em relação a questão aqui citada: Só uma observação esse paragrafo contém um erro de interpretação. “As equipes mandantes serão responsáveis pela segurança da equipe visitada”. O Convento da penha é o monumento religioso mais visitado do estado. Visitado(a) é quem já esta em algum lugar.

As equipes mandantes serão responsáveis pela segurança da equipe visitante e dos árbitros. Sendo que, em caso de qualquer agressão, tumulto que interrompem a partida, a equipe é declarada perdedora. Só que não Houve interrupção, a partida continuou até seu término em tempo normal, e para provar que tudo estava mais que normal, a partida foi decidida nas penalidade.

Uma equipe não ou atleta não pode ser julgado com base nas leis desportivas do STJD se ele não é federado. Associação não é filiada a nenhum órgão federado. O regulamento não faz nenhuma ponderação de que, ” caso seja preciso punir um atleta ou uma equipe se use como base o STJD”.

Ai eu pergunto, se a partida foi até o fim do seu tempo normal, com direito a prorrogação das penalidade, a onde se decidiu a vaga saindo vencedora a equipe do Maritaca.  De onde se partiu a tal irregularidade que foi imposta para eliminar a equipe? Quem fez a denuncia, foi a equipe que foi derrotada? Quem, quem foi. Vou fazer outra pergunta. Se o Maritaca fosse a equipe derrotada, seria cogitado algum tipo de punição para futuras competições? Seria ameaçada de exclusão da associação. Ou o resultado da partida não era o que se esperava? Não era o Maritaca para ser o classificado? Muitas dúvidas para ser esclarecidas.

Vejam uma suposta ATA de uma reunião assinada que chegou em minhas mãos, a onde os mesmo ratificam que a partida entre COCAL x MINHA DEUSA não vai acontecer, e que o Maritaca não esta eliminado. Nesta reunião encontrava-se como está escrito, um assessor do Deputado Nunes.

PELO QUE SE VÊ, FOI TUDO MONTADO, OU SEJA, FIZERAM UM TEATRO. Leia a baixo e comprove.

WhatsApp Image 2017-11-22 at 22.56.55

 

Fui procurado pelo PRESIDENTE DO MARITACA O SENHOR JOSÉ LUIZ, ele indignado assim como está toda à comunidade, queria desabafar, queria falar no melhor sentido da palavra. Então fala meu presidente.

José Luiz falou ainda que chegaram a ameaçar a equipe de desfiliação da ACAFVV, ainda fizeram uma “chantagem” mostrando um rascunho de uma área que será futuramente desapropriada para construção da sede da entidade.  as Às seguintes palavras, ” olha só o que vocês iram perder se entrar com o recurso” ou seja, se for verdade, que coisa horrorosa para quem foi escolhido para representar e ser a nova cara do futebol canela verde.

O presidente me falou ainda que vai pedir para o advogado que esta afrente do caso para entrar com uma ação no ministério publico estadual requerendo explicações de tudo, o que é esse tudo, ele não quis me adiantar. Só falou que mexeram com a comunidade errada.

PONTO DE VISTA:

Uma associação criada e bancada com o dinheiro publico não tem base nenhuma para excluir um de seus associados sem que haja uma ação de desfiliação na esfera jurídica. Outro ponto, não sei  qual a ligação da Acaf com a Livid, Liga de Vilavelhense de Desportos, só sei que a Acaf usa papeis da entidade como mostra foto com o documento que trata do regulamento do campeonato, as duas logos das duas entidades.

Fica aqui o site a disposição para todas as respostas, pois tentei entrar em contato com os telefones que me passaram dos responsáveis mais não obtive êxito. Só o senhor Fabricio Santana, assessor do Deputado Nunes que não atendeu mais me enviou uma mensagem dizendo que me ligaria e nada até o fechamento da matéria. Enviei então uma mensagem de texto com algumas perguntas. Ele visualizou, mais também não me respondeu.

COM A PALAVRA ACAF:Ofício 007-2017-1

Ofício 007-2017-2

E segue a vida Pc Esportes.

PAZ NO FUTEBOL & NAS COMUNIDADES!!!

 

S

6 Comentários

  1. Responder Comentado por: Luiz carlos

    Engraçado o pau cantou no jogo da primeira divisao entre o time do bairro garoto contra o atletico de santa rita e nenhim dos clubes foram punidos

  2. Responder Comentado por: Valderio

    1. Já imaginou se o arbitro termina a partida encerra a partida o rebu que iria acontecer?

    2. O arbitro continuar a partida não retira a agressão sofrida, se tem em relatorio de agressão, existe uma punição se aplique a punição.

    3. Não vi na materia nenhuma letra condenando a atitude do atleta, nada que fosse contra a agressão.

    Vamos condenar o que é mais importante, a violência.

    3.

    1. Responder Comentado por: pcesportes

      O atleta foi punido com as ferramentas que cabe para ser punido dentro de uma partida de futebol, que são; o cartão amarelo e vermelho, E ele foi expulso. Quem deu continuidade a partida foi a pessoa que tem a maior AUTORIDADE durante um jogo de futebol, ou seja o próprio árbitro. Cabe o atleta ser julgado pela comissão disciplinar da competição e receber a devida punição. Além do mais a partida teve ” um começo, um meio e um fim, tendo um time vencedor que foi o Maritaca.

    2. Sim vamos condenar a violência , que partiu primeiro do juiz onde chuta o atleta isso tbm é uma agrecao ou não !? Que por sua vez o atleta teve sua reação revidando com a cabeça quente da partida , pois toda ação leva a uma reação . Sim o atleta tem que ser punido e o árbitro tbm , ou agrecao do árbitro contra o atleta é normal ??? Ambos tinha que ser punidos e não o time ou seja a comunidade toda toda foi punida !

  3. O engraçado né valderio que eu atleta antes de agredir o árbitro ele me agrediu me empurrou e me deu um chute na canela e ao mesmo tempo revisei com outro chute é um soco. Só acho que a punição teria que ser para os dois lados sendo que quando do início o Tulmulto a diretoria do.maritaca entrou para apaziguar a confusão e assim o juiz .e expulsou e não rolou mais nada nem ameaças tanto que deu continuidade no jogo se ele se sentisse inseguro terminaria o jogo. Ele foi covarde mesmo com esses relatos dele.

  4. Responder Comentado por: Raphael

    Facil de resolver. Se está previsto no regulamento a eliminação/exclusão do clube que por ventura agredir ao árbitro (e aí entende-se todo o trio de arbitragem PC) que o clube seja punido, não importando o resultado da partida, se houve continuação ou não.

    A esfera jurídica é embasada nos acontecimentos e com julgamento posterior ao fato. O árbitro faz a parte dele, a falta ou não de segurança que ele considerou para continuar a partida não está em pauta, visto que o regulamento trata apenas de ” Agredir o árbitro”.

    Dentro de campo, no dia do jogo, o árbitro não tem poder para eliminar a equipe. O que cabe a ele é dar seguimento ou não a partida. Visto o ocorrido, se ele quis continuar é uma opinião pessoal que não altera o que ocorreu antes ( a agressão ) .

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *